Este blog descreve momentos da vida da banda de rock "Os Tubarões", de Viseu, Portugal entre 1963 e 1968. This blog describes rock band moments of life "Os Tubaroes", Viseu, Portugal between 1963 and 1968.
23 de Março de 2010

Vivíamos no limiar dos anos 60. O interesse musical da juventude crescia acompanhando a vulgarização dos discos de vinil e o aparecimento dos gira-discos portáteis. Na música ligeira moderna estávamos na época madura do Rock n’ Roll, na moda do Hula Hoop, e no início do grande êxito “The Twist” de Chubby Checker.

E a animação repercutia-se em todos os extractos da Sociedade. Vieram os Bailes, alguns com datas fixas como a Passagem do Ano, o Carnaval, as Festas dos Santos Populares, e os Bailes dos Bombeiros Voluntários durante a Feira de S. Mateus, e outros com motivos diversos como os Bailes de Finalistas, as Festas de Aniversário e mais tarde os Bailes de Garagem.

 

No Clube de Viseu era êxito garantido o Baile do Fim do Ano e a Matinée do dia 1 de Janeiro, para os mais Jovens. No Carnaval ganhava tradição o Baile de Máscaras (sábado magro), o Baile de Gala (sábado gordo) e o Baile de Carnaval, na terça-feira, além de uma ou duas Matinées para os mais Jovens.

 

E terá sido inspirado por estas que, em 1961/62, um grupo de jovens liderados por E.Faro, T.Madeira, J.Peixoto e Q.Cavaleiro, todos na casa dos 17/18 anos, conseguiu o apoio da Direcção do Clube para a realização de matinées dançantes, de 15 em 15 dias, em que a música de dança era a dos êxitos dos discos de vinil que cada grupo levava para serem tocados no gira-discos da casa. O preço de entrada era de 2$50 e mais tarde 5$00 e as receitas serviam para a compra de discos, tendo mesmo em 1962 sido adquirido um magnífico gira-discos com duas colunas acopladas. Nestas matinées cada grupo tentava “mostrar” o que melhor sabia dançar em conjunto, do Slop ao Twist, com os passes estudados e ensaiados durante a semana para serem publicamente demonstrados na matinée seguinte. Célebre ficou a música "BABY ELEPHANT WALK" do filme HATARI (1962) com John Wayne, um dos maiores Artistas do Cinema de então, música que foi objecto de uma coreografia própria que originou muitos ensaios e que era dançada em conjunto com passes cuidadosamente sincronizados. Esta coreografia manteve-se no top durante várias matinées, sendo objecto de vários encore durante a mesma tarde, com todos os dançarinos alinhados em longas filas pelo salão.

 

Na época 1963/64 a gestão das matinées passou para o grupo liderado por O.Martins, F.Matos, A.Palhoto e J.Barreiros. Foi na matinée de 26 de Abril de 1964 que, excepcionalmente e com grande excitação, se estrearam "OS TUBARÕES", com instrumentos e aparelhagens emprestados, em que até um Rádio serviu de amplificador da viola ritmo do Victor. Foi uma tarde de sucesso com uma receita espectacular que até permitiu o arranjo do gira-discos, que já apresentava sinais de algum cansaço.

 

Por Eduardo Pinto, com o apoio de Fernando Matos e de Foto Germano

publicado por os tubaroes, Viseu às 21:13
 O que é? | | favorito
01 de Março de 2010

    Um dos maiores êxitos do cinema estreou em 1961. Trata-se de uma obra ímpar , "WEST SIDE STORY" , um filme que marcou toda a juventude dessa época de ouro e de referência chamada "os 60s.". Inovou, fez moda, lançou hábitos e comportamentos que se reflectiram no dia a dia dos jovens em todo o Mundo.
O enredo do filme, o formato, a qualidade musical e o casting eram excepcionais como o comprovam os inúmeros prémios obtidos, nomeadamente 10 Óscares e mais de 15 outros prémios. Com um formato de opereta musical, abordando de forma inovadora o tema da emigração e integração dos jovens Porto Riquenhos em Nova York, e uma banda sonora assinada pelo génio de "LEONARD BERNSTEIN" Maestro, Compositor e Educador, ao tempo de todos conhecido pela televisão com a transmissão dos seus célebres Concertos para Jovens com a Filarmónica de Nova York, onde com uma excitação e entusiasmo únicos explicava os passos e o ABC da música, de toda a música, de qualquer tipo de música.

 
O filme, considerado um "Romeu e Julieta" moderno, retrata a luta pelo controlo do território (ruas) entre dois grupos de jovens rivais -"gangs", um de Nova York, os Jets, e outro de Porto Riquenhos, os Sharks. Durante um baile um dos líderes dos Jets (Tony) cruza-se com a irmã (Maria) do líder dos Shark (Bernardo) e nasce uma paixão impossível e proibida entre “gangs” rivais.
Do elenco fazem parte nomes como Natalie Wood, no papel de Maria, Richard Beymer, o Tony, Russ Tamblyn, como Riff, Rita Moreno como Anita e George Chakiris, como Bernardo. Eram os principais actores de um enorme grupo que dançava, representava e cantava obras imortais como Maria, Tonight, I Feel Pretty, América e tantos outras, grandes músicas que fizeram sucesso e perduram até aos dias de hoje.
…/…
Um desporto muito popular no início dos anos 60 era o Hoquei em Patins. Portugal liderava nos campeonatos da Europa e Mundial e os relatos transmitidos pela Emissora Nacional prendiam todos os portugueses aos aparelhos de rádio. Clubes locais disputavam campeonatos muito emotivos com rivalidades regionais muito saudáveis. E o hóquei em patins era um desporto popular entre os jovens. Em Viseu tínhamos o campo do Fontelo e o campo do Parque da Cidade. E a prática deste desporto também era fomentada nos estabelecimentos de ensino (Liceu e Escola Comercial), facultando tempo e alguns meios para tal.
Nos anos 61 a 63 o nosso grupo começou a consolidar-se no hóquei em patins que praticávamos no Parque da Cidade. Terá sido em meados de 61 que o nosso amigo Júlio, mais velho, forte, muito boneicheirão e irrequieto, Guarda-Redes e Treinador de Hoquei, nos motivou e mobilizou para a criação do Hoquei Clube de Viseu. E lá andámos a formar o Clube, a criar os meios e a formar equipa para entrarmos no campeonato. E o Clube fez-se.
…/…
Foi a 23 de Abril de 1963 que o filme West Side Story estreou em Portugal. E terá sido num dos primeiros fins de semana de Junho de 1963 que o filme chegou ao Cine-Rossio de Viseu. Lembramo-nos bem do muito que conversámos, discutimos e fantasiámos a propósito do filme, de N.I., dos personagens, das músicas, danças e gangs.
Em Viseu os Cafés eram os lugares priveligiados de encontro e convívio dos jovens com afinidades comuns. Assim havia o Café Rossio (estudantes e bilhares), o Café Bijou (futebol), o Café das Beiras (estudantes da Escola Comercial), o Monte Branco (estudantes do Liceu), etc.
Porventura inspirados no West Side Story, alguns destes convívios deram origem a grupos com interesses específicos comuns e que tinham nomes próprios. Lembramos o grupo “Roça o tojo” do Café Rossio, com interesse nos bilhares e futebol, o grupo Arranha Twist Clube, com a alcunha de “Os Xibos” por grande parte dos seus membros usarem pêra, sediado no Arranha Céus onde se reuniam e ensaiavam danças como o Twist e o Slop que exibiam nas matinées do Clube de Viseu, e o grupo “Só+2”, sediado na Cave da casa do Victor no Maçorim, com organização de festas, bailes e ensaios de danças, e convívio em ambiente de “garagem”. Este nosso grupo tinha regras próprias, quotas semanais, lanches e bailes às 4ªs e Sábados ao som dos discos de vinyl tocados num fabuloso gira-discos portátil Teppaz-Óscar. A admissão de novos elementos era preferencialmente aos pares escrutinada por todos os membros. E um dos membros recentes do grupo foi o Tó Fernandes, vindo de Moçambique, bom ginasta, tocava viola e tinha um repertório engraçado. E daqui nasceu a ideia de formar um conjunto, à imagem de Cliff Richard e The Shadows, no top de então. Após a peripécia da escolha de quem tocava qual instrumento veio a atribuição de um nome. E imperou a opinião do nosso vocalista José Merino, que nunca escondeu a admiração que tinha pelo George Chakiris, o Bernardo dos Sharks do West Side Story, impondo o nome daquele grupo. Nasceu assim no último trimestre de 1963 o conjunto "OS TUBARÕES" com António Nogueira Fernandes (fundador e o único que sabia tocar viola e ficou o solista), José Merino (vocalista), Victor Barros (viola ritmo), Luis Dutra (viola baixo) e Eduardo Pinto (baterista).


http://www.myspace.com/tubaroes 

os.tubaroes.viseu@gmail.com
Eduardo Pinto, 2010-02-28
 

publicado por os tubaroes, Viseu às 01:12
 O que é? | | favorito
:
Os Tubarões em livro: porViseu'60s.
Ler livro aqui
subscrever feeds
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últimos comentários
Que memórias boas!
Isabel Corujão favor envie e-mail de contacto pois...
Ficava muito grata se me dispensasse esses materia...
Temos fotos originais e texto da peça. Tentaremos ...
Vi com muito interesse este post e fiquei com curi...
Cornélio,Obrigado e um abraço,Eduardo pinto
Eduardo, parabéns pelo trabalho de pesquisa! Muito...
ja tenho o livro que comprei na FOTO GERMANO..está...
Eduardo vou com certeza partilhar a tua obra, pare...
O livro será posto à venda a 26 de Setembro de 201...
blogs SAPO